Água limpa para os curumins

Comente!

Em algumas comunidades ribeirinhas do interior da Amazônia brasileira é o rio que leva os dejetos humanos, o lixo e o óleo dos barcos. E o mais agravante – é deste mesmo rio que se retira a água que se bebe, sendo que esta água não passa por nenhum processo de purificação ou limpeza. Como consequência, adultos e crianças ribeirinhas sofrem com a sujeira que ingerem através da água. Têm com frequência diarreias, vômitos e hepatite.

Neste contexto e realidade de comunidades, onde não há filtros ou esgoto, a Tearfund e a Asas de Socorro estão levando filtros biológicos, informação e capacitação através do projeto “Água limpa para os Curumins”. Curumins é uma palavra de origem tupi e designa, de modo geral, as crianças. O propósito do projeto é fazer com que a saúde das crianças e o bem estar de toda a população ribeirinha melhore com o acesso a uma água limpa e própria para o consumo.

Leia a seguir o relato feito pela Superintendente de Projetos da Asas de Socorro, Eunice Bueno, durante o processo de instalação dos filtros:

“Neste exato momento, estou no barco Asas AO, enquanto 10 adolescentes e 05 homens estão em terra firme instalando nesta comunidade, Novo Oriente, dez filtros. Com este trabalho, alcançaremos hoje a instalação de um total de 40 filtros nas casas de comunidades ribeirinhas das Amazônia. Ontem chegamos em Santo Antônio do Tracajá com 180 filtros, areia e brita para instalar os filtros nas casas que não têm acesso à água potável. Em tempo de cheia, o rio chega bem perto destas casas. Na seca, por mais incrível que possa parecer para mim, a água vai embora ficando apenas um pequeno igarapé. Na cheia e vazante as águas ficam extremamente contaminadas, trazendo sérios problemas para essas famílias. O Projeto “Água limpa para os curumins” está começando. Os 10 alunos serão os “Agentes da Água”. Por alguns meses eles monitorarão o uso dos filtros e instruirão os comunitários, tirando suas dúvidas e valorizando o uso desse instrumento para melhorar a qualidade de vida dos curumins (crianças) e de suas famílias que por aqui vivem.”

______

Relato publicado originalmente no boletim dos parceiros da Tearfund, de abril/2013.

Legenda: Ribeirinho trabalhando. Foto: Asas de Socorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *