Jesus no centro

Comente!

O dia não poderia estar mais propício para o I Encontro RENAS Jovem: uma típica tarde de sol carioca, a presença de um prestigiado palestrante e um grupo diverso de jovens com objetivos em comum. Alguns membros da RENAS clássica, como está sendo carinhosamente chamada a rede-mãe do movimento jovem, também estavam presentes – alguns, demonstrando que o conceito de juventude é algo relativo, sentaram-se no chão para ouvir o palestrante convidado: Ronald Sider.

Sider parecia bem à vontade entre os 102 jovens presentes. Escorado em uma mesa, começou falando da importância de percebermos que as pessoas não são máquinas, que a Bíblia ensina que elas são seres materiais e espirituais e que Jesus ministrava para todos, quem quer que fossem. “Muitos querem anunciar Jesus, mas isso é só metade da missão. O reino inclui mais do que um relacionamento concertado com Deus; inclui o concerto dos relacionamentos entre as pessoas. Jesus devotou muito tempo para cuidar do lado material. Ele pregava e curava. Não podemos ser seguidores fieis a não ser que preguemos e curemos.” Ele ainda lembrou que em todos os cantos do mundo as pessoas estão trabalhando para combinar palavra e ação, em um ministério integral.

“É um fato que os jovens já mudaram o rumo da história” — disse Ronald Sider, de forma enfática. Entre os exemplos que contou, está o de Martin Luther King Jr., que era bem jovem quando começou a se envolver com as questões sociais, assim como muitos que comandaram as passeatas contra o aparthaid. Eles foram essenciais. Sider, que é canadense, mas mora nos Estados Unidos há vários anos, enfatizou a relevância da participação dos jovens na vitória de Barack Obama nas últimas eleições norte-americanas.

No entanto, ele também fez um alerta em forma de petição: “Imploro que vocês se envolvam com a política, com a justiça social, que sejam acadêmicos, mas mantenham Jesus no centro”.

Não por acaso, o título de seu último livro é “Eu não sou um ativista social”. Sider disse ter passado boa parte de sua vida lutando na política, não por ser um ativista político, mas por ser compromissado com Jesus.

O pontapé inicial da RENAS Jovem não poderia ter sido dado de forma mais feliz: “Sem o poder de Jesus, vocês não conseguirão se sustentar por 20 anos. A fonte dessa energia que sustentará o trabalho de vocês é a força de Cristo. Por isso, mantenham Jesus no centro”.


Paula Mazzini Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *