RENAS-Campinas promove evento

Comente!

Parabenizamos ao grupo coordenador da RENAS-Campinas (Pr. Cilas Gavioli, Wilson Costa, Sérgio Jacoby, Ubirajara Dias de Andrade, Tânia Wutzki e Ricardo Amaral), que promoveram no dia 04 de abril, na Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera, o evento “Redes Sociais e a responsabilidade da Igreja”.

Estavam presentes aproximadamente 100 pessoas e 20 organizações.

Pr. Cilas Gavioli iniciou o evento com uma palavra devocional, lendo Gálatas 2.10, lembrando a recomendação do apóstolo Paulo para que nos lembrássemos dos pobres e afirmando que o Evangelho de Jesus, tem poder para transformar pessoas, lugares e cidades.

Débora Fahur fez uma explanação sobre o trabalho desenvolvido por RENAS nos últimos anos, os desafios à serem alcançados e convidou todos os presentes para participar do 4º Encontro Nacional RENAS, promovido em parceria com RENAS-Rio de Janeiro, Ultimato e Visão Mundial.

Pr. Ariovaldo Ramos trouxe uma reflexão bíblica, lendo Mt 6.22. “ São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso”.

Chamou atenção que a história da humanidade não é construída apenas pelo tempo, mas por eventos que constróem e descontróem, encontros e desencontros e que fazem romper o novo, porém a história construída pela sociedade é baseada em relações de poder. Quem tem o poder é quem manda, é quem decide.

A fé cristã porém, se baseia em princípios de justiça, verdade, legalidade, liberdade e igualdade em Deus e não em relações de poder. A lógica da fé cristã é pensar e propor à partir dos princípios divinos. É ELE quem parametriza o universo. É Deus que diz o que é justo é injusto.

Ainda lembrou, que os olhos são a lâmpada do corpo e pergunta quem são os novos olhos da humanidade? Quem vai dizer o que é justo ou injusto? Qual é o papel que desempenhamos hoje na humanidade?

Afirma também, que um movimento em rede como RENAS, à princípio parece ser um movimento apenas para juntar esforços entre pessoas e organizações, mas sua relevância é muito maior. À partir do pensamento de JESUS CRISTO, é o único movimento capaz de sustentar o significado da verdadeira fraternidade, igualdade, porque este movimento invoca o CRIADOR, e é ELE quem determina o Bem e o Mal, o Justo e o Injusto.

Não devemos nos distanciar da Igreja que é o legado de Cristo, estamos na vanguarda com a Igreja, porque nós somos a Igreja. Os que tem fé é que podem ser os olhos (lâmpada) da humanidade. Precisamos nos vigiar porque esse papel é único e é falar à partir da lógica do CRIADOR, do SEU amor do SEU senso de justiça.


Débora Fahur, Coordenadora Grupo Gestor RENAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *