Diagnóstico Comunitário Participativo será desenvolvido em Brumadinho, pelo CADI.

Comente!

Com a conclusão das ações emergenciais da tragédia de Brumadinho, que dizimou a vida de 186 pessoas identificadas até o dia 25 de janeiro, o Centro de Atendimento e Desenvolvimento Integral – CADI está preparado para uma nova etapa de reestruturação e atendimento as vítimas. 

“O CADI tem a honra de se unir une ao grupo de voluntários da E-Missão, Transforma Brasil e outras Organizações para apoiar as ações de longo prazo de reabilitação e desenvolvimento das comunidades afetadas pelo crime da empresa Vale.” – declara Maurício Cunha, presidente do CADI.

O também conselheiro do CNAS – Conselho Nacional de Assistência Social, Maurício esclarece que a “equipe técnica já está se preparando para a realização do Diagnóstico Comunitário Participativo do território do entorno da tragédia, que vai apontar as ações a serem desenvolvidas.”

O Diagnóstico, feito através da escuta aos atendidos, tem o objetivo de apontar as principais necessidades e potencialidades que a comunidade atendida enfrenta, assim como das ações desenvolvidas pela rede de serviços locais e municipais. Também visa a promoção e o fortalecimento da participação comunitária no planejamento das ações organizacionais. Com isso, será possível apresentar uma recomendação de ações de intervenção social a partir do conhecimento adquirido no Diagnóstico.

“Transformando o mundo, uma vida de cada vez!’ – finaliza, Maurício.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *