Curso Uma Igreja Amiga da Criança

Comente!

O lugar mais seguro para as crianças é a casa dela? O álcool e outras drogas são o principal fator causador da violência contra as crianças? Esse tema não tem nada a ver com a economia do país?

Você já pode ter repetido essas opiniões, mas segundo uma pesquisa realizada pela Visão Mundial em parceria com IPSOS, com dados de 2017, elas não passam de mitos e não correspondem à verdade.

No geral, as pessoas acreditam que as crianças estão mais propensas ao risco quando estão fora de casa e são poucos os que acreditam que as crianças correm mais riscos em escolas, espaços religiosos, transporte público ou até mesmo em casa. Fato é que no Brasil, em 2015, foram registradas 42.085 denúncias de violências ocorridas contra crianças e adolescentes no espaço doméstico.

Também a percepção popular de que o álcool e outras drogas são a principal causa da violência precisa ser confrontada com os dados da UNICEF que diz que uma em cada duas crianças menores de 15 anos estão sujeitas a castigos corporais em casa e uma em cada quatro meninas se casam antes de completarem 18 anos. Isso mostra que as causas da violência têm várias manifestações e as atitudes culturais e as práticas trazem violência contra crianças e adolescentes.

Por fim, a pesquisa revela também que a violência contra crianças e adolescentes afeta sim a economia do país, consumindo entre 7% e 11% do PIB. O UNICEF afirma que o desemprego juvenil, a gravidez na adolescência e o abuso de drogas podem reduzir o PIB de um país em até 1,4%.

Ter acesso a pesquisas e estudos como esses são importantes para que os nossos discursos não sejam baseados em senso comum ou simplesmente influenciadas por ideologias pessoais, principalmente quando manchadas por cores partidárias. É preciso ir além dos mitos e dos “achismos” para se chegar a uma atuação eficaz e que gere impacto real na vida das crianças.

Afinal, como discípulos do Jesus de Nazaré, precisamos reconhecer o lugar central que as crianças têm em seu reino. Segundo Mateus 18:1-14, Jesus é aquele que coloca a criança no meio dos seus discípulos como uma parábola do evangelho. A igreja tem um papel fundamental na proteção e pastoreio das crianças.

Pensando nisso, a Bíblica Virtual, área de educação teológica da Associação Civil “El Verbo Entre Nosoutros” da Argentina, e a Visão Mundial, que ao longo de seus mais de 40 anos de atividades no país tem sido responsável por fomentar inúmeras ações missionárias, fizeram uma parceria para oferecer capacitação à igreja brasileira na área da infância. O curso “Uma Igreja Amiga da Criança” é um panorama da chamada Teologia da Criança, uma teologia contextual que tem como ponto de partida o protagonismo que o próprio Cristo dá às crianças em seu reino.

Nele você poderá ter uma introdução à reflexão teológica sobre a infância e construir um pensamento crítico com relação ao tema a partir do método “ver, julgar e agir”.

Dessa maneira, poderemos juntos identificar as facetas adultocêntricas da sociedade, sobretudo da igreja; analisar como as Escrituras tratam do assunto, auxiliando-nos a balizar a ação cristã; e, por fim, construir propostas pastorais onde a igreja pode se tornar espaços seguros e acolhedores às crianças mais vulneráveis.

O curso é curto (4 semanas) e começa na segunda feira, dia 23 de abril e é projetado para pessoas com pouco tempo disponível. As aulas serão ao vivo e todo o material estará disponível online 24h durante todo o período do curso.

Os professores serão o Me. Benjamim César e a Dra. Silvana Magalhães.

  • Aula 1: Panorama inicial: reconhecendo o lugar da criança na história e na teologia.
  • Aula 2: Um olhar sobre a sociedade, a igreja e as infâncias: problemáticas e entraves.
  • Aula 3: A criança como parábola do reino de Deus: uma análise bíblica-teológica.
  • Aula 4: Propostas pastorais: a igreja como lugar amigável às crianças.

Programa: aqui

Informações: administracion@biblicavirtual.com

Custo : R$140,00

•        Trabalhadores da Visão Mundial têm 10% de desconto

•        Grupos de mais de 3 pessoas da mesma igreja têm um desconto de 10%

Foto: Visão Mundial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *