Encontro das Filiadas da RENAS: Palavras e Frases

Comente!

Os encontros das filiadas da RENAS aconteceram a partir do dia 03/04 (com a reunião da coordenação) e seguiram nos dias 04/04 (oficina sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis – ODS) até o dia 06/04 (reunião com todas as filiadas). A seguir você lê algumas palavras e frases registradas por Gerhard Fuchs, integrante da coordenação geral da RENAS, um dos fundadores da REPAS (Rede Paranaense de Assistência Social), presidente do FCI (Fundo Cristão de Investimento Estratégico) e líder da ACRIDAS.

A importância do trabalho em rede

O cenário aponta que quem não se conectar a alguma rede, fica isolado e acaba definhando.
*
A maior qualidade de RENAS é o fortalecimento pessoal.
*
Precisamos valorizar a rede de relacionamentos. É a essência da rede.
*
Instituições participantes da RENAS já se tornaram referência de credibilidade. Este é um testemunho de unidade.

(Diálogo entre os coordenadores da RENAS)

O governo de Deus
O governo de Deus penetra as instituições. A Igreja não pode ser só coadjuvante. Deus coloca metas e indicadores sociais para a igreja.

(Mauricio Cunha/CADI)

As ODS e a igreja
Nós temos as respostas, e precisamos dialogar com o governo. Os ODS nos ajudam a fazer isto.
*
Os ODS podem deixar a igreja em outro patamar. Da o direito de monitorar o estado. É uma mudança histórica. É uma caminhada de estado, da nação inteira. Precisamos achar maneiras de caminhar com o diferente.
*
Toda organização que trabalha na área social, pode buscar recursos públicos. Para isto é necessário falar a linguagem dos indicadores de impacto.
*
Os ODS nos ajudam a quantificar o que estamos fazendo. Eles são “utopia total”. A igreja ganhou de presente os ODS. Os ODS são uma declaração global de interdependência. Não vamos deixar ninguém para trás.
*
A força da igreja está na implementação dos ODS.
*
Se uma parcela da Igreja perceber seu papel em relação a esfera pública, teremos engajamento. Será uma “guerra bíblica” em favor e contra o engajamento.
*
Acho que a Igreja na dimensão universal poderá abraçar os 17 ODS. A igreja local dificilmente terá condições de fazer isso.
*
A linguagem dos governos são números. A igreja cristã já está fazendo muitas coisas, no entanto, ainda não identificamos estas ações com os ODS. Não temos profissionais dedicados a quantificar ou analisar dados, para trabalhar com indicadores. Também por isso não fazemos a publicidade do que fazemos.
*
A Igreja pode se engajar na fiscalização das ações do governo. A Visão Mundial pode ser a ponte, ela precisa da capilaridade e do direito de representar um grupo. Precisamos formar comissões estaduais e municipais e podemos participar disso.

(Clarice Ziller / Visão Mundial, durante a Oficina “O Papel das Igrejas e Organizações Baseadas em Fé” – Ferramentas para Implementação dos ODS).

Clarice Ziller (Visão Mundial) fala sobre os ODS e a Igreja.

Chamados pela fé
Somos chamados em direção a Cristo. Este chamado é atendido por meio da fé. Temos a promessa de vida abundante, apropriada por meio da fé, e, ao mesmo tempo, Deus nos chama para uma entrega onde a cruz é o nosso caminho. Chamado, promessa e entrega são apropriados por meio da fé. A plenitude e a concretização da nossa esperança vêm com esta perspectiva.

(Silas Gomes de Santana/CADI e RENAS Bahia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *