Parceria entre Diaconia e agricultores aumenta a produção de alimentos agroecológicos

Comente!

“A chegada da Diaconia acrescentou muita coisa boa na vida da gente. Trouxe mais conhecimento.”

Foi a declaração de Antônio Joílson de Azevedo, agricultor da comunidade Água Branca, no município de Umarizal/RN, que potencializou a produção de vários alimentos através de uma relação de parceria com a Diaconia, uma organização parceira RENAS.

Joílson, aos 45 anos de idade — sendo 35 deles vinculados ao campo, explica que em seu “pedacinho” de terra são plantados feijão, batata doce, milho, macaxeira, manga, melancia, jerimum e coco. Os quais são utilizados no sustento de sua família e vendidos na feira agroecológica.

Contudo, a parceria com a Diaconia ampliou a produção:

“Eles vêm aqui nos ensinam direitinho o tempo de plantar, como cultivar e depois colher. Ninguém aqui sabia como plantar alface, acerola, coco, coentro…” – disse o agricultor.

Técnicos da Diaconia instalaram um sombrite — tela que protege a produção do calor excessivo, ventos e chuvas muito fortes -, e plantaram as mudas para o cultivo de coentro, alface, beterraba, cenoura. “Trouxemos todo equipamento necessário para a instalação neste espaço, assim como as técnicas para a plantação e manejo das hortaliças”, disse o assessor da organização, Edson Silva.

A parceria é uma via de mão dupla. Há uma preocupação com a troca do que é ensinado e aprendido entre os envolvidos. Juntos, organização e agricultor, visam o melhoramento da produção.

 “Chegamos na propriedade com olhos de melhoramento. Juntamos o nosso conhecimento ao conhecimento nato do agricultor e isso se reflete numa produção adequada, com produtos agroecológicos de qualidade”, finalizou Edson.

Assim como na propriedade de Joílson, a Diaconia, juntamente a entidades parceiras, vem desenvolvendo vários projetos que estão ajudando a transformar a vida de várias famílias do Oeste Potiguar. Com relação à Segurança Alimentar, a organização fornece assessoria técnica a famílias agricultoras para que possam produzir e comercializar alimentos com base na Agroecologia. Isso significa plantar e criar de forma sustentável, com menos impactos no ambiente, menos insumos externos e menos desperdício além de praticar o comércio justo e solidário.

É o Reino de Deus sendo anunciado e vivido de forma a cuidar integralmente do homem e da natureza.

Conheça mais sobre a Diaconia, acesse: www.diaconia.org.br

Fonte: Diaconia, Tádzio Estevam (Assessor de Comunicação da Diaconia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *