Política de Proteção: Deixem as crianças saberem.

Comente!

“Falarmos de proteção, estudar proteção, deixar as crianças saberem de proteção é a forma que mais vai funcionar.”

Declarou Débora Fahur sobre a iniciativa de reedição da Política de Proteção da Criança e Adolescente da Associação Educacional e Beneficente Vale da Bênção – AEBVB, que foi lançada na última quinta, 18 de maio, em prol das ações do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Infanto Juvenil.

O evento de lançamento contou com a participação ativa das crianças assistidas pela associação. Uma estratégia pensada pelos organizadores, “para que elas se auto-protejam, para que elas se sintam fortalecidas. Para que possam ter um desenvolvimento na família ou na sociedade de forma que possam ser mais fortalecidas para enfrentar situações de violência que elas têm que sobreviver no dia a dia.” – explicou Débora, diretora de projetos sociais da AEBVB e conselheira RENAS.

Além das crianças, os adultos e profissionais que atuam diretamente com elas são alvo da PPCA. Débora ressalta que “para os adultos é uma oportunidade de esclarecer o fluxo do atendimento às crianças que quebrarem o muro do silêncio e falarem sobre abuso.”

Ainda pouco adotada entre outras organizações, a Política de Proteção é uma ferramenta eficiente no cuidado, tratamento e nas respostas aos casos de denúncia ou ocorridos em que a criança é exposta a alguma situação. Ela agiliza o processo de tomadas de decisão e nas providências da equipe, pois estipula regras, direitos e deveres dos que atuam na entidade.

Rev. Tércio de Sá Freire, também diretor da AEBVB e membro do Conselho Gestor RENAS, pontua a relevância da PPCA como sendo um propulsor da proteção.

“A Politica de Proteção a Criança e ao Adolescente é mais que um documento formal, ela nos impulsiona a fazer um compromisso objetivo e concreto de vigilância e proteção de crianças e adolescentes.” – declara, Tércio.

Conscientes da importância do documento, mas ciente da ação protetora de Deus, o evento teve um momento de oração pelas crianças. Onde cada adulto pode orar pela proteção de cada criança presente.

Conheça a Política de Proteção da Criança e do Adolescente da AEBVB.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *