O poder do voluntário

Deixar um comentário

Dia 05 de dezembro é instituído pela ONU o Dia Internacional do Voluntário. Para nós, organizações do terceiro setor, sabemos a importância dessas pessoas dedicadas que nos cercam em meio as atividades administrativas, laborais, recreativas, inspirativas… do dia a dia. 

Renas convidou Gisele Kallaur que atuou junto aos 900 voluntários da campanha BNR para descrever sua experiência e de forma simbólica, lembramos de todos que fizeram p_20160716_124202possível a luta por mundo melhor para crianças e adolescentes. Leia e inspire-se!

“O ano está chegando ao fim… É tempo de colocar na balança as metas que traçamos para o ano, frente as nossas realizações. Tempo de pensar no que fizemos por nós e pelo outro. Pois, todos nós almejamos um mundo melhor, com mais amor, mais compaixão e empatia.

A maioria de nós já pensou o que poderia fazer para contribuir, de alguma forma, para melhorar o mundo em que vivemos. Muitas vezes o desejo vem, mas logo é jogado de lado, pois temos tanto a fazer, e é comum dizermos: “não tenho tempo nem para mim e minha família, como vou ter condição de me engajar em algo mais? ”, “minha agenda está lotada”, e assim temos inúmeras respostas negativas a dar. O meu desafio é que você possa se engajar em algo que acredita, com paixão, para mudar o mundo.

Este ano fui surpreendida por esta gente boa, que se engaja, que abraça uma causa, que dedica seu tempo, sem ter nada em troca, a não ser a imensa satisfação de saber que sua atitude está ajudando a mudar o mundo.

Eu tive o privilégio de ser voluntária como articuladora nacional de um projeto contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, com foco na Olimpíada e Paraolimpíada, a Campanha Bola na Rede. Uma Campanha de sensibilização e conscientização sobre o papel de cada um de nós na proteção de crianças e adolescentes.

A Campanha mobilizou mais de 900 voluntários, de 83 igrejas e organizações, que saíram 13920685_279781605732529_3528165295133797725_nàs ruas para abordar outras pessoas, conversando sobre a proteção de crianças. Na abordagem de rua, foi possível sentir a dor de quem já sofreu abuso sexual, nos dizendo como é importante a Campanha: “quando eu precisei não tinha ninguém para me ajudar…”. Relatos como este, tivemos muitos e muitos. Pessoas idosas e adultos com lágrimas nos olhos, contando suas histórias.

A força desses voluntários nos levou a alcançar 25.695 pessoas, que foram abordadas e receberam material com informações sobre o tema. Os voluntários que já tinham sido capacitados, saíram de suas casas e passaram muito do seu tempo nas ruas, abordando pessoas e turistas.

Era incrível ver a alegria no rosto de cada um dos voluntários por fazer parte deste movimento. Movimento que foi possível apenas, pela participação dessa massa de voluntários, dispostos a trabalhar em prol de uma causa. Sozinhos não conseguimos fazer nada, mas juntos podemos muito. Podemos sonhar, sonhar com um mundo onde as crianças sejam tratadas com dignidade, amor e respeito.”

Giselle Kallaur | Articuladora Nacional da Campanha Bola na Rede Renas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *