Renas na luta por investimentos na infância e adolescência.

Deixar um comentário

Ao analisar o Projeto de Lei Orçamentária Anual da Prefeitura de Fortaleza para 2017 (PLOA 2017), representantes da Renas, do Fórum DCA e demais representantes da sociedade civil organizada encontraram falhas no orçamento e articulam ações para um reordenamento orçamentário e garantir um melhor investimento na área da infância e adolescência.

A nova reunião ocorreu no último dia 28, na Câmara Municipal de Fortaleza e, mais uma vez Renas esteve presente, junto com outros representantes da sociedade civil organizada, como Movimento pela Educação Infantil de Qualidade, Movimento de Defesa de Direitos de Pessoas com Deficiência Reconhecer, e Fórum DCA. Além da presença de representantes do governo, tais como: Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão – SEPOG, Secretaria do Trabalho e Ação Social – SETRAS, Fundação da Criança e da Família Cidadã – FUNCI e Integrantes da Rede Aquarela.

“A expectativa era encontrar brechas para aumentar o orçamento para área da infância e adolescência.” – esclareceu Jailma Rodrigues, articuladora Renas Ceará. “Saímos da reunião com algumas ações a serem executadas: agendar encontros com alguns vereadores; elaborar por escrito uma proposta de emendas a serem apresentadas aos vereadores; compilar a tabela com dados dos cortes comparativos do ano de 2016;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *