Crianças são obras primas aos olhos de quem cuida delas

Comente!

Os educadores sociais se dedicam a cuidar de crianças e adolescentes socialmente vulneráveis. Embora exerçam um importante papel na sociedade, pouco se sabe sobre esses profissionais. Entre as mais de 300 mil pessoas que trabalham em organizações sociais – segundo dados da pesquisa do IBGE sobre o terceiro setor, publicada em 2012 – não se sabe quantas atuam como educador social. E, na maioria dos casos, a maioria atua como voluntário, sem nenhum vínculo empregatício com a organização.

Tendo em vista este cenário, a Rede Mãos Dadas está desenvolvendo a campanha Meu Educador Social Cristão, com o objetivo de tirar a invisibilidade homens e mulheres que atuam na área, não apenas como uma ocupação, mas por convicção de vocação. Para isso, a rede quer aproveitar o dia 19 de setembro, Dia Nacional do Educador Social, para animar, encorajar e estimular a igreja a valorizar o educador social. “No dia do educador social, desejamos mobilizar nossos parceiros para juntos lembrarmos da importância do trabalho realizado por seus colaboradores, sobretudo aqueles que atuam na linha de frente no enfrentamento a todo tipo de situação adversa vivida por crianças e adolescentes socialmente vulneráveis”, diz a rede.

Obra prima

Com o tema “Eles enxergam em cada criança uma obra prima”, a campanha convoca as pessoas a tornar o trabalho destes profissionais mais visível. Segundo material de divulgação da campanha, numa enquete realizada no mês de junho com educadores sociais em Belo Horizonte, 97% afirmaram realizar seu trabalho como ministério. No entanto, muitos também relatam ser difícil ter o seu trabalho reconhecido por suas comunidades de fé como parte da missão da igreja.

“Uma de suas primeiras experiências ao decidir abraçar uma causa é descobrir que as pessoas não querem ouvi-las, não querem participar da sua paixão e do seu sofrimento em favor de alguém. Aquele que se identifica com uma criança invisível, corre o risco de se tornar invisível junto com ela!”.

A campanha criativa da rede reproduziu a famosa pintura “Moça do Brinco de Pérola”, do pintor holandês Johannes Vermeer. A imagem é considerada a “Mona Lisa holandesa”. Na foto, o fotógrafo James Gilbert usou como modelo Estela da Silva Santos, uma criança atendida pela ONG cristã Rebusca, em Viçosa (MG).

Quem tiver interesse em participar ou promover a campanha, a Rede Mãos Dadas oferece gratuitamente em seu site material de divulgação, cartões, um vídeo e um guia sobre a campanha.

Acesse e baixe gratuitamente o material da campanha aqui.

Assista a seguir ao vídeo preparado pela Rede Mãos Dadas para a Campanha Meu Educador Social Cristão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *