Conferência Nacional dos Direitos Humanos aprova mais de 400 propostas para o relatório final

[ 1 ] Comentário

29/04/2016 – A 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos chega a seu último dia de atividades. Durante a manhã desta sexta-feira (29), os delegados representantes de todos os estados brasileiros finalizaram a votação das propostas que vão compor o relatório final do evento.

O documento contempla questões de saúde, segurança, educação, lazer e seguridade social de populações em situação de vulnerabilidade, como pessoas com deficiência, LGBT, idosos, negros, ciganos, pessoas em situação de rua, indígenas, adolescentes e crianças.

Os temas estão em debate desde o último domingo (24), durante a realização das Conferências Conjuntas de Direitos Humanos. Para o representante da delegação do Pará, Rosivaldo Furtado, a união de diversos grupos de trabalho foi importante para entender melhor o universo de cada indivíduo. “Durante as Conferências Temáticas e a Conferência Nacional nós tivemos a oportunidade de ouvir pessoas dos mais diversos segmentos da sociedade e isso foi fundamental para que pudéssemos entender a importância de articular ações conjuntas para criar diretrizes para o efetivo exercer dos direitos humanos”, completou.

Os trabalhos da manhã desta sexta foram conduzidos pela vice-presidente do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), Ivana Farina. Segundo ela, “a participação ativa dos delegados e as propostas apresentadas vão servir de base para a luta pelos direitos humanos nos próximos anos”. O relatório final, com cerca de 430 propostas, será divulgado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos nos próximos dias, após sistematização das propostas.

A cerimônia de encerramento da 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos será realizada no início desta tarde. Durante a solenidade ocorrerá a transmissão da presidência do Conselho, que passa a ser presidido pela então vice-presidente, Ivana Farina, além da apresentação do relatório anual do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. O documento relata o primeiro ano de atividades dos peritos durante suas visitas a instituições que mantém pessoas em situação de restrição de liberdade. Também será apresentado o aplicativo de celular para fazer denúncias de violações de diretos humanos e campanha de divulgação do Disque 100.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do SDH
–  Facebook

##

Lifewords e RENAS na Conferência das Crianças A RENAS esteve representada na 10ª Conferência Nacional de Direitos das Crianças e dos Adolescentes pela parceira Lifewords. A Lifewords é uma das responsáveis por metodologias de participação das crianças e dos adolescentes na Conferência. Confira na página da Lifewords fotos e informações destas ações.

Uma resposta para Conferência Nacional dos Direitos Humanos aprova mais de 400 propostas para o relatório final

  1. Valbenes Sousa Guimarães disse:

    Vejo a desigualdade social um problema não difícil de se resolver quando todos buscar um mesmo objetivo na esferal federal, estadual, municipal e toda sociedade trabalhar com politicas públicas afim de resolver o problema, vamos ter moradia, alimento, saúde, educação pra todos sem discriminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *