Adolescentes monitoram políticas públicas

[ 9 ] Comentários

Conheça a metodologia do MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas), um projeto da Visão Mundial onde os adolescentes são cidadãos que acompanham e fiscalizam as ações do governo. O MJPOP foi um dos vencedores do Prêmio RENAS de Melhores Práticas. 

A metodologia MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas) prepara adolescentes e jovens para protagonizarem processos políticos, identificando os problemas de suas comunidades e propondo soluções através de um plano de ação, que mobiliza diversos atores sociais a fim de que as políticas públicas sejam efetivadas e os direitos garantidos.

Adolescente do Rio de Janeiro - RJ entrevista moradora duranterealização do DRP na comunidade da Cachoeira Grande

Campo de atuação

Essa metodologia vem sendo utilizada com sucesso por grupos de adolescentes e jovens desde 2007, alcançando resultados significativos nas seguintes cidades das regiões norte, nordeste e sudeste:

Amazonas: Manaus, Manacapuru, Manaquiri, Novo Airão e Iranduba.

Bahia: Salvador e Valença

Pernambuco: Recife e Jaboatão dos Guararapes

Ceará: Fortaleza e Barbalha

Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Nova Friburgo

Minas Gerais: Ponto dos Volantes, Caraí, Itinga, Montes Claros e Lontra

Alagoas: Canapí

Foto oficial do2º Treinamento Nacional, em Salvador - BA

Metodologia

A metodologia MJPOP se divide em três fases.

Fase 1: vamos?

A primeira é a de Preparação e Mobilização. Nela, os adolescentes e jovens são sensibilizados e convidados a participar de um grupo de trabalho (GT), que deverá escolher qual serviço público irão monitorar e mapear os possíveis parceiros locais que poderão apoiá-los. Depois, o GT levantará as informações necessárias para a mobilização comunitária.

Fase 2: mãos à obra!

A segunda fase é a de Elaboração e Execução do Plano de Ação. Uma vez que os atores locais estão sensibilizados para a necessidade de se atuar politicamente, os adolescentes e jovens convocarão as reuniões comunitárias, na qual apresentarão para todos os interessados os dados que foram obtidos durante o DRP e as pesquisas realizadas junto aos órgãos púbicos. O GT deverá, a partir de então, animar e apoiar os comunitários no que for necessário para a execução do plano que eles mesmos construíram com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço público.

Paulo Santos apresentareivindicações ao vereador no Rio de Janeiro - RJ

Fase 3: prestação de contas

Por fim, a última fase é a de Prestação de Contas. Uma vez executado o plano de ação, é hora de dialogar em diversos níveis para se avaliar o que foi possível alcançar, estimulando uma prestação de contas por parte do poder público para a comunidade. A partir destas reflexões e das conclusões que forem obtidas, a comunidade ajudará o grupo de jovens a saber quais os rumos que deverão ser tomados.

Agentes de transformação

O mais importante no MJPOP é que o processo é protagonizado por adolescentes e jovens, mas eles não fazem o monitoramento sozinhos. A comunidade é chamada a se integrar com eles em todas as fases da metodologia. Assim, ela passa a se reconhecer como agente de sua própria transformação.

Edgleison Vieira, de Fortaleza - CE, apresenta o MJPOP em Quito

Os resultados concretos obtidos por Visão Mundial e seus parceiros através da metodologia MJPOP, o seu potencial de replicabilidade e a participação comunitária no seu processo de criação, desenvolvimento e avaliação possibilitaram que o MJPOP recebesse o Prêmio de Melhores Práticas 2011 concedido pela RENAS (Rede Evangélica Nacional de Ação Social) e a certificação em Tecnologia Social emitida pela Fundação Banco do Brasil também em 2011.

9 respostas para Adolescentes monitoram políticas públicas

  1. Marilac de Castro disse:

    Metodologia apaixonante por ser capaz de contribuir para a transformação social. Parabéns!

  2. MUITO legal esta estratégia!

  3. Excelente!!

    Protagonismo infanto juvenil
    Monitoriamento de políticas públicas
    Transformação Social
    Engajamento cristão
    Missão Integral

    Glórias a Deus, Aquele que usa os adolescentes e transforma vidas e realidades
    Lauberti Marcondes
    http://diaconia-integral.blogspot.com

  4. Sergio Vítorio de Lima disse:

    Muito interessante a metodologia usa reflexao, conscientizaçao e açao. muito bom parabens!

  5. Israel Moreira disse:

    Eu e outros amigos estamos tentando fazer isso no nosso Município, só que a nossa dificuldade é incentivar os jovens a participar, a maioria por nao ter essa visão estao despreocupado com o que acontece no municipio! Preciso do conselho de pessoas mias experientes! ORBIGADO 🙂

  6. Paula disse:

    Isso é bom. Mas tem pessoas que querem é destruir e não apenas afastar esses políticos. Usam alguns artifícios como ofensas a pessoas que muitas vezes não tem nada a ver. Eu concordo, mas querer ofender a familia de quem não em nada a ver é burrice!

  7. […] A partir do tema geral, os preletores discorreram sobre a missão da igreja como comunidade diacônica, participação em conselhos, participação em políticas públicas. Além disso, também foi realizado o painel “RENAS 10 anos – Caminhos para a Atuação Social da Igreja Evangélica no Brasil”. Para completar, tivemos um tempo especial para a apresentação do Bola na Rede e da metodologia do MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas). […]

  8. […] A partir do tema geral, os preletores discorreram sobre a missão da igreja como comunidade diacônica, participação em conselhos, participação em políticas públicas. Além disso, também foi realizado o painel “RENAS 10 anos – Caminhos para a Atuação Social da Igreja Evangélica no Brasil”. Para completar, tivemos um tempo especial para a apresentação do Bola na Rede e da metodologia do MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas). […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *