Frase 206

Deixar um comentário

"Se tivéssemos consciência do milagre que somos, talvez deixássemos de subordinar tão fortemente a nossa felicidade aos bens materiais, fugazes e perecíveis, que nos alienam da beleza das pessoas e do mundo, de tudo o que é perene e essencial, colocando-nos em uma competição sem fim por um consumo cada vez mais intenso, como se, com isso, pudéssemos criar para nós mesmos uma identidade que nos tornasse diferentes dos nossos semelhantes."
(Helio Mattar)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *