Jovens evangélicos baianos discutem direitos humanos

Comente!

O Seminário Teológico Batista Independente de Feira de Santana (BA) foi o local onde aconteceu o IV Fórum Jovens CIBI/FEPAS, nos dias 01 e 02 de maio de 2010. 75 jovens, seus pastores e pastoras das Igrejas Batistas Independentes, vindos de seis cidades (Feira de Santana, Cruz das Almas, São Félix, Cafarnaum, Cachoeira e Muritiba, todas dentro de um raio de 100 km desta Região do sul da Bahia) participaram de plenárias e debates e coletivamente deram os passos iniciais na elaboração de projetos sociais. O melhor de tudo é que os projetos serão executados por eles mesmos, nas suas próprias comunidades.

Três plenárias em formato de oficina trouxeram para os Jovens os temas a serem trabalhados, em grupo, durante o Fórum. A assistente social de FEPAS, Raquel Neves, falou sobre Democracia e Cidadania em ação e a Representante da Rede Mãos Dadas no Nordeste, Alison Worrall, sobre Direitos Humanos – Garantindo os Direitos da Criança. Em seguida, Marcos Custódio, da A Rocha, apresentou o tema: Meio Ambiente.

No plenário sobre Meio Ambiente, um jovem perguntou ao Marcos Custódio se em termos de prioridades o meio ambiente deve entrar em segundo plano, visto as necessidades gritantes das pessoas. Em resposta, Marcos disse: “Muitos me perguntam se não devemos cuidar dos meninos em situação de rua antes de considerar o meio ambiente. Eu sempre respondo que esta pergunta não existe! Se não cuidamos do meio ambiente não vamos ter crianças! Somos chamados para cuidar dos dois”.

Em grupos de discussão, os jovens elaboraram e escolheram propostas para o projeto, com foco em uma das três temáticas abordadas nas plenárias, para viabilizar a execução e o financiamento disponibilizado pela FEPAS de R$ 9.000,00. Maria de Fátima, teve, como muitos outros jovens, participação ativa em tudo e demonstrou interesse nos temas, tanto para sua formação pessoal quanto para a realidade de vida encontrada na sua própria Igreja e comunidade. “Amei o trabalho de FEPAS”, ressaltou Maria.

FEPAS acredita que a Educação é o “ABC da solidariedade”. De natureza educativa e dentro de uma perspectiva de Missão Integral, o Fórum foi um excelente exemplo para toda a Igreja Evangélica de uma maneira participativa de trabalhar com jovens transformando-os nos defensores de direitos e agentes de transformação na sociedade.

FEPAS
A FEPAS não é simplesmente uma entidade assistencial. Ela é a Federação das Entidades e Projetos Assistenciais da CIBI – Convenção das Igrejas Batistas Independentes. E sabe como tudo começou? Era um departamento da CIBI, o DAS (Departamento de Assistência Social) em 1974. O departamento ampliou sua ação, sua visão sobre atuação social, e em 1986, surgiu FEPAS. As ações sociais se ampliaram e se diversificaram, foram incorporados novos profissionais e apoio técnico.

Hoje, são mais de 50 projetos nas mais diversas regiões do país, dando assistência a milhares de pessoas de todas as idades, seja criança, jovem, adulto ou idoso. A FEPAS trabalha nos setores mais carentes e emergenciais do Brasil. São projetos e entidades que envolvem todos os segmentos da formação de vidas e do meio em que vivem. É a busca de uma nova realidade social, mudando a história de milhares de pessoas no Brasil.


Fonte: www.fepas.org.br
Escrito por Alison M Worrall
Colaboração Quézia Queiroz
Veja fotos
aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *