Como Jesus constrói o seu reino

[ 4 ] Comentários

Hoje pela manhã, ao me dirigir para cá, tive de parar o carro várias vezes, pois o Espírito Santo falava. Então anotei o que segue.

Nos textos de João 2:18; Mateus 26:61 e Marcos 14:58 JESUS disse: “Vou derrubar este santuário (templo) e o reconstruirei em três dias.”

1. Durante muito tempo tive dificuldade de entender o que Jesus estava falando. Que santuário é esse? Que templo Jesus construiu em três dias?

2. Até que percebi que Jesus estava mudando conceitos e paradigmas. Há uma contraposição radical de dois tipos de espiritualidade. É a mudança de: Templo de Salomão x Templo de Jesus.

Percebi que Jesus estava mudando um paradigma e, “quando muda um paradigma todo mundo começa do zero.” Um exemplo atual disso é a evolução da tecnologia. Podemos tomar como exemplo a substituição da máquina de escrever x computador) ou a câmera digital. Todos precisam aprender novamente. Todos começamos do zero. Por isso toda mudança traz ganhos e perdas e por conseqüência, traz amigos e inimigos. Quem ganha torna-se amigo. Quem perde precisa defender sua posição e se opõe. Foi o que aconteceu com Jesus. Foi crucificado pela acusação de atentar contra o templo, mas é amado pelos que aceitam sua mensagem.

3. Neste contexto nascem os trabalhos em redes. Os amigos das redes são pessoas que disponibilizam seus dons e recursos e querem servir e amar aos outros. Os inimigos das redes (que perdem com elas) são as pessoas que gostam do poder, os vaidosos, egocêntricos, que querem servir a amar principalmente a si mesmos. Trabalhar em rede é um novo paradigma, uma nova forma de organização, onde um não quer impor sua vontade ao outro, mas lhe dá liberdade de ouvir e obedecer ao Espírito Santo.

4. Percebi que temos a teologia correta sobre o assunto. O novo santuário é a casa de Deus, é o seu Reino e também a Igreja. Os conceitos bíblicos que temos do novo santuário são:
1. Povo de Deus, família de Deus, irmãos de Jesus.
2. Edifício de pedras vivas
3. Corpo de Cristo, noiva de Jesus
4. Reunião de pessoas em nome de Jesus, Assembléia dos santos

Ou seja, o novo santuário sempre são pessoas, aqueles que crêem.

5. Percebi também de que apesar da teologia correta nossa prática, nossa tradição e nossa linguagem estão equivocadas. Isto foi resultado de uma visão distorcida do santuário de Jesus, onde parece que o templo de Salomão ganhou a disputa com Jesus pela nossa espiritualidade. Como acontecia comigo, a grande maioria das pessoas simplesmente não consegue ver o santuário que Jesus constrói, composto por pessoas, se não houver uma construção qualquer que chamamos de templo ou equivocadamente de igreja. Muitos só reconhecem uma igreja quando ela tiver endereço fixo, CNPJ, nome, estatuto, placa, membresia, etc. Usamos formas templocentricas, resgatadas do Antigo Testamento para justificar a fidelidade e os dízimos, construído reinos em que o Rei Jesus não é consultado nos processos decisórios. Afinal isto não está previsto nos estatutos e é muitas vezes difícil de saber. Com isso reconstruímos o templo que Jesus derrubou em três dias e necessitamos novamente de sacerdotes especializados que sejam nosso intermediários, esquecendo que todos devemos ser sacerdotes uns dos outros. Pessoalmente decidi nunca mais chamar templo de Igreja. Afinal a Igreja são as pessoas. Elas são o legítimo templo de pedras vivas.

6. Conseqüências desta prática equivocada:
1. Confusão sobre que tipo de templo estamos construindo;
2. Perdemos a perspectiva de como funciona o Reino de Deus;
3. Não sabemos como construir um santuário de pedras vivas;
4. Não aprendemos a construir relacionamentos, só prédios;
5. Direcionamos nossos recursos para prédios e organizações em vez de para pessoas;
6. Gastamos tempo e recursos em burocracia inútil;
7. Fazemos separação entre palavras e obras (veja a epístola de Tiago sobre isto);
8. Separamos a Igreja da Família (talvez o maior dos prejuízos) e a espiritualidade expressa-se através de uma série de programas e eventos em vez de ser um estilo de vida (este é um outro paradigma difícil de entender).
9. Desenvolvemos uma mentalidade exclusivista, de mercado, de concorrência;
10. Chamamos as organizações sociais de paraeclesiásticas, termo que felizmente está caindo em desuso, quando, na verdade, vendo a Igreja como pessoas, tudo o que não é pessoa é paraeclesiástico, mesmo que tenha nome ou placa de igreja.
11. Nossas medidas de sucesso ficaram equivocadas. Olhamos principalmente para três medidas:
– tamanho da construção,
– número de pessoas e
– tamanho do orçamento,

quando nossos olhos deveriam estar observando:
– a relevância do que fazermos,
– a influência na sociedade, e
– a transformação que trouxe.
– e o supremo critério de avaliação: Deus manda aqui? É esta a vontade de Deus? Como lemos em Mateus 7:21 “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’ entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.”

7. Como Jesus constrói um Edifício de pedras vivas? Como é esta casa de Deus feita por pessoas? Observo alguns princípios.
1. Ele valoriza o melhor de cada um (os dons);
2. Ele faz um depender do outro. Um complementa o outro com seus pontos fortes. É o trabalho em equipe. Ninguém deve andar sozinho.
3. Ele cria relacionamentos afetivos e amorosos. Estes são as linhas que formam as redes.
4. Ele proporciona estruturas de organização e funcionamento.

8. Como construir um edifício? Começamos com os planos e projetos. Depois vejo três etapas principais.
1. Fundamentos (Efésios 2:20 – pessoas com dons apostólicos e proféticos) Quem são os apóstolos modernos? O que fazem? Trazem visão, missão, propósitos, organização, estruturas. E os profetas modernos? Trazem discernimento do momento certo, cobre como realizar a visão, e sobre as vidas envolvidas.
2. Paredes e telhado. São as pessoas com dons de pastores, mestres, evangelistas, serviços, etc. que constroem sobre os fundamentos.
3. Acabamentos (janelas, assoalho, decoração, jardinagem, elétrica, hidráulica, etc). São pessoas com dons para deixar a noiva de Jesus bonita e enfeitada. Pessoas com dons de curas, milagres, libertação, restauração, etc.

Certo dia, cansado de tanto trabalhar, falei: Senhor, não quero mais tentar construir a Igreja. Em Mateus 16:18 Jesus diz: “… eu construirei a minha Igreja”.

Então para mim chega de tentar construir a “nossa” Igreja, ou ainda de nós tentarmos construir a Igreja de Jesus; ou então de pedir para que ele construa a “nossa” Igreja. Quero ver Jesus construir a sua Igreja.

HOJE, AQUI, NA REUNIÃO DA RENAS, ESTOU VENDO JESUS CONSTRUINDO A SUA IGREJA.


Gerhard Fuchs

4 respostas para Como Jesus constrói o seu reino

  1. Messias Miguel disse:

    Ajudam-me a constituir uma para o meu País Angola, envie-me dicas de treinamento como devo começar, por favor a muita genta analfabeta em todas as idades, os ricos que tem dinheiro que deve ajudar não criam estas iniciativas porque os seu filhos, irmão, sobrinhos estudam no estrangeiro, quanto termina volta para o País é chefe, isto preocupa-me bastante não sei como por falta de finanças, mais uma coisa eu sei que Deus é o o dono do Ouro e da Prata então ele provera este desejo, para o Rena peço so por favor emvie-me dicas como começar por amor de Deus, que Deus vos abençoe e vão pra frente.

  2. nossaaaa!!!! me ajudou muiiiiito.. eu tbm ficava com essa dúvida na cabeça, que templo é esse… aii hj eu tirei essa dúvida 😀

  3. Aparecido Valerio disse:

    Sem duvidas alguma, somos hoje o templo do espirito Santo Tabernaculo do Deus vivo somos igreja povo de Deus, vemos hoje a confusão Religiosa espalhadas pelo mundo cada uma dizendo que sua doutrina é verdadeira , não precisamos mais de templo construido pelas mãos humanas ( Atos 7=48

  4. Gerson disse:

    Olá, bela explanação sobre um tema que muitos não sabem ou não querem saber, pois a verdade traz mudanças e alguns não querem mudar, mas sim permanecer na mesmice e conseguir a tão sonhada “vitória”. A pergunta é: “qual vitória”, “que vitoria é essa”, se Jesus, na cruz, conquistou tudo, mas…….
    O pior é que dizem que existem “crentes desigrejados”, falta de entendimento ou interesse……. fico com o capitulo 18 de apocalipse, SAI DELA POVO MEU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *