Saga do Zaqueu

Comente!

Ele desceu de tudo e de todos,
Abandonou, traiu seus irmãos
E brandeou pro inimigo.
Resolveu sobreviver e enriquecer-se.

Explorou o pobre, fez-se o maioral,
Chefe de parias, o diabo de todos.
E um dia, contra todas as vozes,
Foi convidado para jantar.

Cristo o chamou,
E nunca mais foi o mesmo,
Reconheceu sua desumanidade,
Dividiu com os pobres, deu a metade
E aos que explorou pagou quatro vezes mais

Bendito seja o Cristo filho de Deus,
Bendito seja o Cristo filho de Deus.
Finalmente a luz brilhou,
Finalmente a Lei ganhou vida
E a vida ganhou razão.

Bendito seja o Cristo filho de Deus,
Bendito seja o Cristo filho de Deus.
Que implanta justiça, restauração.
E ao que volta ao pó concede libertação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *