Retratos – ouvindo o avesso da comunidade

Comente!

Este livro surge da consciência de que somos estampados, desvendados no todo ou em parte, em cada conto descrito; de que nos constituímos em meio a verdades, esperanças, certezas e harmonia, mas não somente isso, também de parcialidades, inseguranças e contradições.
(AMARAL, Marcos. Rio de Janeiro: 2ª Edição Independente, 2000. (21) 342-3330 / 426-4731 / 9242-9463)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *